Marketing digital para advogados: 3 táticas para começar hoje

Já recebemos dúvidas de alguns advogados sobre como fazer marketing digital, levando em consideração o Código de Ética da OAB. Sabemos que esse tema é fruto de debates em muitos meios. Por isso, nesse blog post, vamos desmistificar algumas coisas e mostrar que é possível fazer marketing digital de qualidade e ir além de publicar frases motivacionais (nada contra, mas conteúdo não é só isso).

Marketing para advogados: entenda

Revisando o Código de Ética da OAB, o que mais chama a atenção foi o fato de não ser permitida “forma de captação de clientela”. Para muitos advogados e escritórios de advocacia, essa é uma das partes que causam mais dúvidas: “ora, se eu não posso captar clientes, como vou crescer financeiramente?”.

Calma, jovem. 

E é aí que entra o inbound marketing!

Em linhas gerais, o inbound marketing é uma forma de educar os clientes sobre determinado tema (no caso, sobre os seus serviços). É usar isso distribuindo, de forma estratégica, conteúdo gratuito. Além de pessoas educadas sobre o assunto, você ainda se torna autoridade. O processo de captação de cliente existe, mas não fere o Código da OAB.

Para falar a verdade, todo o Código dá várias aberturas para trabalhar com inbound marketing. E, afinal de contas, ninguém gosta de receber aquele email ou ver aquela postagem com “compre agora”, “últimas ofertas” e por aí vai.

E nós falamos o que pregamos. Quer um exemplo? Olhe para todas as postagens do blog. Em nenhum momento nós falamos preço dos nossos serviços. Nós adotamos o inbound marketing porque acreditamos na estratégia. E aqui, vamos convidar você a fazer o mesmo.

Ebook; Comunicação além do cartão de visitas. Comunicação para advogados e escritórios de advocacia

Analisando o cenário

Primeiro, você tem que entender o cenário que vai entrar. Você tem que entender de pessoas! Por mais que seu serviço seja voltado para empresas, você tem que focar nas pessoas. Parece óbvio e pode soar repetitivo, mas empresas são formadas por PESSOAS e não por máquinas

E se você quiser adotar as mídias sociais, você tem que ir além da mídia e fazer o SOCIAL!. Facebook, Instagram etc são apenas partes da estratégia, e não o todo. Entenda sobre pessoas e após isso, faça o planejamento das suas ações.

Existem pesquisas e mais pesquisas apontando que está cada vez mais favorável investir no ambiente online. E fazer parte da vida do usuário, nesse momento, é uma tarefa que você tem que ter em mente. Tenha um objetivo claro e não pare até conquistá-lo. 

Por exemplo, você pode ter como objetivo se tornar “autoridade” no seu mercado (uso o termo entre aspas porque essa palavra remete a “alguém que manda e outro que obedece”). A partir daí, pode-se;

  •  atrair mais clientes: as pessoas vão reconhecer você como alguém que sabe o que está falando
  • atrair parcerias: ninguém é 100% em todas as áreas; outras pessoas (de nichos semelhantes) podem estar interessadas em complementar os serviços oferecidos.
  • atrair mais clientes: com as parcerias, você pode conseguir mais clientes

3 – Táticas para implementar seu marketing hoje

1) Quais são as principais dúvidas dos seus clientes?

Essas dúvidas podem gerar conteúdos para redes sociais e site, por exemplo. Já falamos aqui como definir os conteúdos para o seu blog. Uma dica é usar esses textos para fazer pequenos posts, nas redes sociais, sobre o assunto.

Você reutilizar conteúdos não tem mal nenhum. Inclusive, é uma das formas de você testar, com pouco esforço, quais formatos sua audiência irá preferir.

2) Crie um material rico

Um guia sobre “como reunir documentos para uma petição”, por exemplo, ajudaria não só os seus clientes, mas pessoas por todo o Brasil que buscam por isso no Google. Ao achar o material (com o nome do seu escritório), você ganhará mais notoriedade na área.

E não me venha com “ah, mas estou distribuindo conteúdo grátis”. Ora, você está consumindo conteúdo gratuito neste exato momento também.

3) Trabalhe a sua imagem pessoal

Independente se você tem um escritório ou não, a sua imagem pessoal está em jogo. O que você anda publicando em suas redes sociais influencia diretamente em como as pessoas terão a percepção sobre o seu trabalho. E caso você não publique nada, está na hora de aparecer, não acha? Existe uma frase antiga que representa bem os tempo modernos: “quem não é visto não é lembrado”.

Observações importantes

(mais duas dicas bônus)

1) Tenha um site

O site é o seu espaço na internet, é onde você dita as regras. Você não dependerá de nenhum algoritmo para que seu conteúdo pareça. Além disso, redes sociais podem acabar e, junto com elas, toda a construção da sua marca.

Porém, isso não significa que você não deva investir nas redes sociais. O que estamos defendendo aqui é você usar um espaço que será só seu junto com as redes sociais, fazendo uma integração.

2) Mude o seu Instagram

Vejo muitos advogados que querem ter uma presença exponencial mas deixam o perfil “trancado”. Deixe o seu perfil aberto, use hashtags que tenham a ver com o seu nicho e permita que as pessoas encontrem você. E uma outra dica: mude o seu perfil para “comercial”.

Dessa forma, você terá insights poderosíssimos sobre as suas postagens e ainda saberá quantas pessoas visitaram seu perfil (não dá pra saber quem, mas saber a quantidade já é um grande passo, não acha?), além de ter números sobre o alcance de suas publicações e utilizá-los ao seu favor.

Isso é apenas a ponta do iceberg

O que foi falado aqui é apenas parte de uma grande estratégia, que requer planejamento e execução de forma orquestrada. Existem ainda inúmeros assuntos dentro de cada tópico, como SEO e link building para sites; diferença entre alcance e impressão etc.

Ficou com alguma dúvida? Você ainda pode contribuir para esse blog post. Entre em contato com a gente mandando suas principais dúvidas. Elas poderão ser transformadas em conteúdos!